Agrimony: revelando o que se oculta atrás da máscara

Rodrigo Ramos Terapia Floral

O que Dr. Bach disse sobre o Agrimony

Para as pessoas joviais, alegres e bem humoradas que amam a paz e que se desagradam com discussões ou brigas a ponto de, em razão disso, renunciarem a muitas coisas.

Ainda que tenham problemas, tormentos e inquietações, ou sintam perturbações na mente e no corpo, escondem suas aflições por trás do bom humor e brincadeiras e são consideradas ótimas amigas.

Com frequência tomam álcool ou drogas em excesso para se estimularem e continuarem suportando suas atribulações com alegria. Dr. Edward Bach

Agrimony - Floral de Bach

Detalhes

Nome Científico: Agrimonia eupatoria
Família: Rosaceae
Sistema Floral: Florais de Bach
Método de Extração: Solar
Desequilíbrio: Tormento oculto
Virtudes: Paz, Honestidade Emocional

Palavras-chave

Sofrimento mascarado por falsa alegria – Ocultação e negação de conteúdos desagradáveis – Escapismo – Histrionismo – Ansiedade – Tortura mental, emocional e física encobertas – Angústia – Repressão – Resistência – Falsa Persona – Vícios

Trazendo paz ao conflito oculto

Benefícios do Agrimony

Em suas correspondências, o Dr. Bach identificou a virtude do Agrimony como uma profunda paz. Essa virtude é decorrente do processo de enfrentamento e limpeza de nossas emoções suprimidas. Agrimony ajuda a trabalhar a autoconsciência, desenvolvendo a nossa inteligência emocional ao nos conduzir a enfrentar e compreender as emoções que ocultamos em nossa sombra.

Também auxilia na integração dos aprendizados, compreensões e da aceitação de experiências traumáticas que permeiam nosso inconsciente e aguardam uma resolução.

Após lidar com suas emoções reprimidas, uma alegria genuína preenche o coração da personalidade Agrimony em harmonia. Sua paz e equilíbrio interior fazem com que a alegria se manifeste de forma natural e não mais como uma fuga de seus sofrimentos ocultos. Assim, permitem-se aprender profundamente com seus conflitos internos.

Agrimony como traço de personalidade

A personalidade em um estado negativo Agrimony aparenta entusiasmo e jovialidade. Alegre, brincalhão e sorridente, comporta-se perante os outros de maneira divertida e otimista quando, na realidade, esconde uma grande tortura perante seus sofrimentos reprimidos. Bastante articulado, o tipo Agrimony costuma ser popular entre seus amigos e é considerado “a vida das festas”, sempre rodeado de pessoas. Em função de sua necessidade de manter a harmonia e conquistar a aprovação dos outros, é uma personalidade que evita ao máximo conflitos e discussões, costumando ser o apaziguador dos grupos mesmo que tenha de fazer grandes concessões e sacrifícios.

Seu comportamento é de acentuada teatralidade, encenando uma personagem constantemente alegre, generosa e otimista mesmo diante das situações mais desanimadoras ou tristes. Se algum infortúnio a afeta pessoalmente, a personalidade Agrimony logo busca confortar as pessoas próximas com piadas e brincadeiras. Representa fielmente o arquétipo do palhaço que faz piadas e alegra a todos mesmo quando está triste.

Entretanto, ao final de toda encenação, quando o Agrimony se encontra sozinho nos bastidores, é comum que o vazio interior resultante das emoções e dos problemas reprimidos venha à tona e com isso surja um alto grau de ansiedade e angústia. A repressão de suas sombras e seus grandes esforços em manter uma máscara perfeita também contribuem para que acumule uma grande tensão interior. Diante disso, é normal também possuírem indicadores de estado Cherry Plum: com dificuldades em lidar com frustrações e perdendo facilmente a compostura.

Por conta destes sentimentos que acentuam-se na solidão, o tipo Agrimony procura se manter constantemente acompanhado. São pessoas cuja agenda está sempre repleta de eventos sociais para que possam continuar a fugir das suas sombras. Porém, mesmo rodeado de pessoas, costuma manter relacionamentos bastante superficiais. Se seus interlocutores começam a se interessar pela sua verdadeira personalidade, adotando um tom mais íntimo ou indagatório na conversa, é comum que ele se sinta acuado e fuja de tais situações.

Para manter a aparente alegria e aliviar suas tensões, é muito comum que o Agrimony recorra a pequenos vícios ocultos. A natureza desses vícios depende muito do contexto sociocultural do indivíduo. Em suas observações, o Dr. Bach encontrou vários pais de família frequentadores assíduos de pubs ingleses que possuíam traços de personalidade Agrimony. Estes homens faziam uso constante de álcool e cigarros como uma forma de lidar com suas angústias. Pessoas mais jovens podem, por exemplo, manifestar uma grande atração pela vida noturna, pelo uso de drogas ou pelo sexo enquanto donas de casa podem ser atraídas pelas compras compulsivas, pela alimentação excessiva ou pelo uso de medicamentos.

Frequentemente, pessoas educadas em lares onde “manter as aparências” é um valor importante apresentam traços de personalidade Agrimony. Desde cedo, são educadas a continuar com um sorriso no rosto independente da situação e de como se sentem realmente. Este estado também pode ocorrer em novos relacionamentos, onde cada parte tenta corresponder às expectativas do parceiro, buscando vestir a persona que o outro projeta para si, adaptando-se aos gostos do parceiro para manter uma aparência de “relacionamento perfeito”.

Agrimony como estado temporário

Como estado temporário, a essência Agrimony é muito útil para aqueles que procrastinam a resolução de um conflito. Para quem precisa lidar com um problema ou situação mas prefere ignorá-lo pois teme as suas repercussões. Para estas pessoas, o floral traz a virtude do enfrentamento, ajudando a encarar o problema de forma que se sinta em paz ao fazê-lo.

É um floral utilizado para quem, em função de um trabalho ou circunstância social, mantém um sorriso permanente em seu rosto. Ajuda o indivíduo a lidar com as tensões geradas pelas situações em que não pode expressar suas emoções ou sua opinião.

O Agrimony pode ser bastante importante para aqueles que sofreram algum tipo de trauma recente mas que ainda “não processaram” o evento, agindo como se nada tivesse ocorrido.

Útil também após términos de relacionamento, onde existe uma certa euforia excessiva ou busca intensa por diversão para “superar a perda”. Para as pessoas que evitam as tristezas decorrentes de uma perda, Agrimony ensina a importância de lidar também com o “luto” como um estágio importante de cura e aprendizado.

Caso Clínico

Homem, 56 anos. Animado, sociável e feliz. Uma pessoa reconhecida como uma companhia agradável dentre os amigos. Ocupava-se com suas atividades normalmente durante o dia; à noite, entretanto, sentia uma sensação de agitação e angústia que era difícil de descrever. Nesse estado, tomado pelas preocupações, era raro dormir sem o auxílio de medicamentos.

Esse sentimento o acompanhou por muitos anos e o homem buscou vários tipos de terapias na intenção de trazer clareza e solução para suas questões. E apesar da busca por ajuda, ficou claro o desconforto e a resistência ao abordar o sentimento durante o atendimento. Havia dificuldade em descrever a emoção e uma constante tentativa de mudar de assunto ao explorar detalhes da emoção e suas possíveis causas. Foi-lhe prescrito AGRIMONY para o tormento interno, para sua insônia e a aflição que tentava ocultar com grandes esforços.

O processo foi bastante rápido. Em pouco tempo, conseguiu ter mais clareza dos sentimentos que carregava e maior facilidade para falar sobre eles. Passou a dormir melhor e teve um maior aprofundamento em outras terapias que fazia paralelamente. Sentia-se mais calmo, principalmente à noite, e mais capaz de lidar com seus desafios.

Gestual simbólico da planta

Agrimony é a quarta essência floral encontrada pelo Dr. Bach. Seu contato com as propriedades curativas desta flor selvagem aconteceu em agosto de 1930, nos arredores da pequena cidade costeira de Cromer, Inglaterra.

A agrimônia é uma planta originária da região da Grécia e da Turquia. Utilizada desde a antiguidade para tratar de disfunções do fígado, foi trazida para a Inglaterra onde se aclimatou com bastante sucesso.

De raízes profundas, é uma planta perene que cresce principalmente nos campos, à beira dos caminhos e das trilhas. Embora esteja em locais de fácil acesso e circulação de pessoas, a agrimônia é encontrada de forma esparsa nas pradarias inglesas. Ao contrário do que acontece com o Impatiens, a agrimônia não se aglomera e cresce solitariamente dentre outras plantas.

Assim como o tipo Agrimony, descrito pelo Dr. Bach como altamente sensível, também podemos observar tais características na planta. Seu caule e folhas são cobertos de pilosidades, sinalizam sua natureza sensível e receptiva. Suas finas e delicadas folhas de formato cortado e irregular denotam a energia agitada e estressada do tipo Agrimony.

As flores, ao invés de fitar o céu, acompanham horizontalmente o caule, curvando-se em direção à terra. E assim como a personalidade Agrimony, a planta também demonstra certa exuberância ao mesmo tempo em que se dobra em função de seu próprio peso. A cor amarela de suas flores simboliza sua vocação de trazer luz e clareza tanto aos aspectos mentais quanto para a torrente emocional que se oculta em nossa alma.

Seus frutos possuem pequenos ganchos que são utilizados para agarrar-se aos transeuntes e, em suas companhias, transportar as sementes para um local apropriado.

Vive em paz, em sadia atmosfera
Apesar da constante dor mental,
Já que a tristeza pode ser mortal
Mas a perseverança é a primavera
Do sentir e a inerência do saber!
É a tranquilidade da dor sem iradas
Convulsões e ao céu ofensas deflagradas!
Aquele que em nada tem esperança,
Certo por nada irá se desesperar!
Nada na vida se deve presenciar
Que não um coração cheio de ternura
Com a mente repleta de confiança!
Face sempre feliz e sorridente,
Sempre minimizando as agruras,
Tenso porém bem alegre e paciente!

Helion Póvoa Filho

Afirmações do Agrimony

Eu estou em paz comigo mesmo.

Mostro aos outros quem realmente sou.

Sou verdadeiro comigo e com os outros.

Aprecio minha própria companhia.

Sou firme diante dos conflitos.

Observação importante

De acordo com o Dr. Bach (e também outros pesquisadores), os florais visam tratar a pessoa e não um determinado sintoma específico. A descrição feita acima do Agrimony, do sistema dos florais de Bach, apresenta apenas uma idéia de suas potencialidades.

Em casos complexos ou quando com dificuldades na escolha dos florais, é recomendado marcar um atendimento de terapia floral. Assim, em um processo terapêutico é possível solucionar as dúvidas em relação aos florais e aprofundar a própria percepção sobre as emoções apresentadas.

Referências

Affirmations for the Bach Flower Remedies – Hugh MacPherson
El nuevo manual del diagnóstico diferencial de la Flores de Bach – Ricardo Orozco
Florais de Bach – Helion Póvoa Filho
Flores de Bach, 38 descripciones dinámicas – Ricardo Orozco
O Gestual dos Florais de Bach – Wagner Bellucco
Os doze curadores e outros remédios – Edward Bach
Participando da Vida com os Florais de Bach: uma visão mitológica e prática – Carmen Monari
Padrões de energia vital – uma releitura da vida e obra do Dr. Bach – Julian Barnard
Remedios Florales de Bach: Forma y Función – Julian Barnard
Repertório de Essências Florais – Patrícia Kaminski e Richard Katz

Sobre Rodrigo Ramos

Rodrigo Diego Ramos - Terapeuta Floral em Curitiba

Mestre em Programação Neurolinguística, Terapeuta Floral, Constelador Familiar, Terapeuta de Regressão e Terapeuta da Linha do Tempo. Terapeuta por vocação, conheceu e se apaixonou pelas Essências Florais em 2010, estuda os mais diversos sistemas florais e pratica a filosofia de equilíbrio do Dr. Bach desde então. Acredita em um novo paradigma de saúde integral e de consciência. Faz atendimentos individuais, workshops e é um dos fundadores da Escola Curitibana de Constelações Sistêmicas.
Está nas redes sociais:          

Saiba mais sobre o autor